26/10

Conheça a história do Golf

Apesar desse corpinho jovem, o Golf já é um quarentão. O modelo completou 40 anos de história em 2014. Presente no Brasil desde 1995, em sua terceira geração, o Golf é o carro mais vendido da história da Volkswagen, com mais de 30 milhões de unidades vendidas. Sim, exatamente: o Golf vendeu mais que o Fusca!

historia do golf

Mas esse sucesso não foi por acaso. Ele foi idealizado justamente para substituir o Fusca na Europa, então chamado de Volkswagen Sedan.

Nome

O Golf foi batizado em alusão ao esporte. A ideia era dar ao veículo uma imagem de esportividade aliada ao requinte. O carro seguiu a tendência da marca de utilizar nomes esportivos para seus modelos, como Polo, Derby e o Gol.

Criação

No início da década de 1970, a Volkswagen revia alguns conceitos centrais de seus veículos. Os motores traseiros arrefecidos a ar com suspensão por barras de torção eram questionados pelo público, que aprovava o conforto dos motores de arrefecimento a líquidos e as suspensões com molas helicoidais.

historia do golf modelo original

Essas novas tecnologias se tornaram padrão da Volkswagen após a aquisição da Audi, em 1966, que já as usava em seus veículos no projeto K 70. O primeiro veículo da VW com essa nova diretriz foi o Passat, que estreou na Europa em 1973 e chegou ao Brasil no ano seguinte.

Para o sucessor do Fusca, a Volkswagen contratou o projetista italiano Giorgetto Giugiaro. A produção do Golf foi iniciada em maio de 1974, a partir do projeto EA-337. Da mesma base, nasceu também o Scirocco, coupé da montadora que nunca chegou ao Brasil.

A primeira geração do Golf seguia os princípios de mecânica do Passat, mas com montagem transversal do motor, o que gerou uma frente mais curta. O Golf nasceu com opção de cinco portas, coisa que o Fusca nunca ofereceu.

O desenho original de Giugiaro influencia até as atuais gerações, com colunas traseiras largas que transmitem solidez.

historia do golf geracoes

Sucesso e versão esportiva

O Golf rapidamente conquistou o mercado, tirando espaço do Fusca, que teve sua produção encerrada na Alemanha em 1977. Até março de 1976, o Golf totalizava 500 mil unidades produzidas.

Ainda em 1976, o Golf ganhou uma versão esportiva que se tornaria lendária: o GTI (Gran-Tourin Injection). O Golf GTI basicamente criou o segmento de hatches de alto desempenho. Com seu motor de 1,6 litro que gerava uma potência máxima de 110 cv, aliado ao peso total de apenas 800 kg, o Golf GTI acelerava de 0 a 100 km/h em apenas 9,2 segundos e chegava a até 182 km/h.

historia do golf geracoes 2

A concepção do modelo aconteceu quase que por acaso. Um engenheiro da fábrica de Wolfsburg decidiu modificar uma unidade. Os resultados impressionaram e a versão esportiva acabou sendo apresentada no Salão de Frankfurt de 1975.

Além do motor, o GTI contava outros detalhes que lhe garantia uma aparência mais veloz, com diferentes detalhes no defletor dianteiro, nas molduras dos para-lamas, faixas laterais, grade com friso vermelho e suspensão mais baixa. O interior ainda contava com revestimentos diferenciados para bancos e volante. O câmbio de quatro marchas ainda tinha um formato charmoso de bola de golfe.

Atual geração

O Golf está atualmente em sua sétima geração. E após 20 anos no mercado brasileiro, o modelo vai voltar a ter produção nacional, na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná. Com previsão de chegar em novembro, o Golf nacional vai substituir o mexicano.

O modelo será o primeiro veículo da Volkswagen a ganhar motor 1.4 TDI com tecnologia flexível. Com a combustão a etanol, o motor poderá gerar até 150 cv, contra os 140 cv da atual versão a gasolina.

novo golf

O Golf brasileiro deve manter como itens de série os controles eletrônicos de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, sistema multimídia e sensores de estacionamento.

Para mais informações sobre o mítico Golf e toda a linha Volkswagen, acompanhe o blog da Carbel Volkswagen!