15/04

VW economiza 250.000 litros de água na fábrica de Taubaté

A fábrica da Volkswagen em Taubaté conseguiu reduzir o consumo de água anual em 250 mil litros. A conquista fez parte do conjunto de medidas impulsionadas pelo programa global “Think Blue. Factory” da montadora, que visa reduzir 25% do consumo de energia, água e geração de resíduos até 2018 de todas as fábricas do Grupo Volkswagen.

VW reduz consumo agua

Foram três medidas centrais para a redução de consumo: a instalação de um filtro de areia, a modernização de esguichos e a instalação de uma nova canaleta na cabine. A fábrica realiza diariamente de três a quatro testes na cabine, utilizando cerca de 10 mil litros de água.

Além do filtro de areia, que gera uma água limpa pronta para reuso na cabine de testes de estanqueidade, a entrada da cabine teve instalada uma canaleta que permite o escoamento do excesso de água diretamente para o tanque.

A modernização dos esguichos por modelos que permitem jatos direcionados e geram menos névoa, utilizando um volume menor de água.

Reuso

O sistema de reaproveitamento de água industrial utilizado na fábrica de Taubaté já garantiu o reuso de 3,38 bilhões de litros do recurso nos últimos 11 anos. A quantidade de água reciclada na unidade equivale ao consumo anual de 50 mil pessoas, o que abasteceria uma cidade do porte de Campos do Jordão (SP).

Think Blue.

O programa global “Think Blue.” faz parte dos planos da VW de se tornar a fabricante de veículos mais sustentável do mundo. O conceito do projeto visa tornar a mobilidade mais eficiente, com o desenvolvimento de veículos mais eficientes. A “Think Blue. Factory” é aplicada aos processos produtivos da empresa.

Fábrica de Taubaté

Não é a primeira vez que a fábrica de Taubaté da VW se destaca por seus processos sustentáveis. Além de contar com certificação ambiental ISSO 14.001 há mais de uma década, em 2014 a unidade implementou um processo que economizou sete toneladas de plástico, trocando os sacos de embalagem de peças do up!, Gol e Voyage por uma caixa com divisórias no formato de colmeia.

Já a iniciativa Nova Pintura, em prática desde 2013, gerou redução de 30% no consumo de energia e de 20% de consumo de água por veículo produzido, comparado ao processo convencional de pintura. O projeto estabeleceu novos padrões de tecnologia e proteção ambiental na indústria automobilística brasileira.