15/05

VW pode ameaçar domínio da Tesla em veículos elétricos

Após o dieselgate, a Volkswagen deixou claro que o futuro é elétrico. Atualmente, o segmento de veículos elétricos é dominado pela Tesla, uma empresa que se aproxima mais do Vale do Silício do que às tradicionais montadoras automotivas. Contudo, isso pode mudar num futuro próximo, já que as principais marcas se voltam para a propulsão elétrica.

O Grupo Volkswagen é visto como um dos que devem investir mais agressivamente na tecnologia, principalmente considerando os esforços da própria Volkswagen e da marca Audi, propriedade do Grupo.

vw eletrico id crozz

Elencamos 3 motivos para mostrar o porquê da Volkswagen ser a maior ameaça para o domínio da Tesla.

Mudança empresarial

Com todos os problemas pós dieselgate, a empresa precisava buscar um novo rumo. A própria saída da Audi do mundial de endurance já dava indícios das novas prioridades da empresa. Hoje, a Volkswagen é vista pela mídia especializada como a maior ameaça para o domínio da Tesla no novo segmento de elétricos.

A VW já conseguiu um grande progresso na redução de custos de seus veículos elétricos, segundo disse Christian Senger, chefe dos projetos da área na empresa no Salão de Shangai. Na ocasião, a marca apresentou seu primeiro crossover totalmente movido a baterias, o I.D. Crozz. Os modelos serão vendidos como parte da linha I.D., nome presente em todos os conceitos.

A marca deve incluir em sua linha inicial um SUV médio, um hatchback e um sedan.

Estações de recarga

O sucesso dos veículos elétricos está diretamente atrelado à infraestrutura de recarga. Afinal, só poder carregar o veículo na tomada de casa é um tanto quanto inconveniente.

Para isso, a VW tem um longo projeto de estrutura com 450 estações próprias de recarga rápida apenas nos Estados Unidos. O número ainda não bate as 828 da Tesla, mas é um início promissor.

Parte dos investimentos de US$ 2 bilhões que a empresa fez, US$ 300 mi serão destinados apenas às estações de recargas. Elas serão instaladas em 39 estados, em situações de alto tráfego fora de cidades, incluindo rodovias que cruzam o país. Eles deverão ter entre quatro e dez carregadores de alto desempenho.

Na média, as estações estarão ao mínimo de 100 km de distância, mas nunca a mais de 190 km.

estacoes de recarga tesla

A importância do mercado chinês

A China tem a estrutura mais preparada para veículos elétricos. Até 2020, o governo chinês exigirá que pelo menos 12% dos carros vendidos no país sejam modelos que usam “nova energia”.

A proposta do governo é que todas as marcas presentes no país devem produzir ao menos 8% de suas unidades de veículos elétricos já em 2018. Será um desafio grande, já que o mercado chinês ainda absorve muito bem as SUVs movidas a gasolina. Então podemos nos preparar para ver ainda mais conceitos de utilitários elétricos nos próximos anos.

Para atender a questão da autonomia, o governo chinês planeja ter 100 mil estações de recarga públicas e 800 mil privadas até o ano que vem. No início de 2016 eram apenas 50 mil em todo o território. O objetivo é atender 5 milhões de veículos em 2020.